Notícias

Dataprev defende a segurança da biometria

Empresa diz que conta com forte sistema de segurança e proteção


No início de setembro, o Dataprev (Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência) encaminhou um ofício ao Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) destacando a segurança das informações que tem sobre os cidadãos brasileiros. A empresa defendeu a continuidade do processo de licitação para a contratar uma solução de multibiometria, visando facilitar o cumprimento da exigência anual de prova de vida do INSS.

 

A contratação tem o objetivo possibilitar o uso de biometria digital e facial para a realização da prova de vida pelos 35 milhões de beneficiários do INSS. Hoje em dia a comprovação é obrigatória e feita todos os anos anualmente. Com a nova tecnologia, os idosos poderão cumprir a exigência sem precisar se deslocar até uma agência bancária. Outro benefício da biometria é um maior combate às fraudes.

 

Esse ofício é uma resposta à carta do Idec, em que o instituto pedia a suspensão da licitação para tecnologia de reconhecimento facial, por causa dos supostos vazamentos de dados. A Dataprev relatou que tem com um forte sistema de segurança e proteção de informações, operando com processos, pessoas e tecnologia em um perímetro de segurança formado por várias camadas de proteção de dados. A empresa também trabalha para atender aos termos impostos pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entra em vigor a partir de agosto de 2020.

 

O documento também cita o Programa de Segurança Cibernética como o exemplo mais recente da atuação da Dataprev para diminuir os riscos relacionados a vazamento de informações. O programa é composto por projetos acompanhados mês a mês pelo Conselho de Administração e pelo Comitê de Auditoria Estatutário da empresa. Os data centers da empresa foram implementados observando os mais altos padrões tecnológicos disponíveis, que fornecem à Dataprev e a seus clientes garantias de segurança física e lógica, possuindo o selo de qualidade TIER 3 do Uptime Institute Professional Services.

Comments