Vazamentos

Como saber se seus dados já foram vazados por empresas

Ferramenta identifica se seu e-mail já foi exposto em brechas de segurança


É cada vez mais comum ouvirmos falar de vazamentos de dados pessoais envolvendo empresas e softwares. Brechas na segurança das bases de dados permitem que sejam acessados e-mails, senhas, endereços, formas de pagamento, entre outros. De vez em quando ocorrem essas situações em sites grandes, usados por muitos brasileiros.

 

Com isso, surge a dúvida para muitos: como saber se seus dados estão em meio a este vazamento de informações pessoais? A boa notícia é que já existem ferramentas para descobrir. Uma delas é um site chamado "Have I Been Pwned?", que significa "Fui sacaneado?".

 

Se trata de uma ferramenta gratuita em que o usuário coloca seu e-mail e o site faz uma busca de quais vazamentos aquele endereço fez parte. O processo é rápido e a ferramenta ainda apresenta um breve histórico do vazamento, de quando ocorreu e qual foi o tamanho.

 

Na base do "Have I Been Pwned?" estão 408 sites vazados e mais de 8 bilhões de contas envolvidas. Entre os sites que constam na lista, estão o da Adobe, o Bitly, o Canva, o site do Coachella, o Dafont, o Disqus, a Forbes, o jogo Minecraft, a loja Sephora, o Tumblr, entre outros. Exemplos de como o site explica os ocorridos:

 

Canva

Em maio de 2019, a ferramenta de design gráfico sofreu uma violação de dados que impactou 137 milhões de assinantes. Os dados expostos incluíam endereços de email, nomes de usuário, nomes, cidades e senhas armazenadas como hashes bcrypt para usuários que não usavam logins de redes sociais. 

 

Sephora

Em janeiro de 2017, a loja sofreu uma violação de dados. Impactando os clientes no Sudeste Asiático, Austrália e Nova Zelândia, os endereços de e-mail exclusivos de 780 mil pessoas foram incluídos na violação, junto com nomes, gêneros, datas de nascimento, etnias e outras informações pessoais.

 

 

Outras funcionalidades do "Have I Been Pwned?"

 

O site ainda mostra um ranking de maiores vazamentos, que menciona o do site MySpace, com mais de 300 milhões de contas expostas, e o do LinkedIn, com mais de 164 milhões. Já entre os mais recentes estão o vazamento de dados da Sephora (780 mil) e do programa de contas especiais do Mastercard (89 mil).

 

Quem tiver interesse pode ser notificado sobre novos vazamentos envolvendo seu endereço de e-mail. Basta escolher a opção Notify Me, que também é gratuita. Sobre a privacidade do seu endereço de e-mail quando você somente faz a busca, o site afirma que não mantém essas informações guardadas.



SEE ALSO ...